Notícias locais

26 de novembro de 2019

Black Friday: 87% dos pequenos e médios e-commerces irão usar o Instagram


De acordo com levantamento da Loja Integrada, durante às 24 horas de Black Friday o Instagram será a principal ferramenta para turbinar as vendas dos pequenos e médi

De acordo com levantamento da Loja Integrada, plataforma gratuita para a criação de lojas virtuais com mais de um milhão de lojas, durante as 24 horas de Black Friday o Instagram será a principal ferramenta para turbinar as vendas dos pequenos e médios lojistas virtuais. Segundo a pesquisa, 87% dos empreendedores digitais afirmam que usarão o Instagram como forma de divulgação, atendimento e vendas.

O app é uma rede social online de compartilhamento de fotos e vídeos e se popularizou no Brasil nos últimos anos. Hoje o Instagram se tornou também uma ótima ferramenta para vendas pela internet. De acordo com pesquisa da Locowise, 75% dos usuários do Instagram já fizeram uma ação, como visitar um site, a partir de um anúncio ou publicação e 60% afirmam aprender sobre um produto na plataforma antes de comprar.

Para Alfredo Soares, especialista em comércio eletrônico e autor do livro #BoraVender, o Instagram se tornou uma ferramenta essencial na vida dos lojistas virtuais, não só na hora de vender, mas também na hora de divulgar seus produtos e diferenciais, e realizar o pós-venda. “O Instagram se tornou a Rede Social com maior engajamento e com ela, o lojista consegue falar direto com seu consumidor. Além disso, é possível criar anúncios direcionados, anúncios por Hashtags e outras inúmeras ações que tem ajudado o empreendedor digital a se destacar na internet. A ferramenta se tornou a principal aliada de quem vende online e por isso será destaque também nessa Black Friday”, explica Soares.

Invista nos pequenos

Ainda segundo o especialista, comprar dos pequenos e médios lojistas pode ser uma boa oportunidade de aproveitar a data e garantir bons negócios. “O pequeno lojista, muitas vezes produz os produtos que vende e, com isso, acaba tendo margem para oferecer descontos maiores nesta época, se tornando assim competitivo com as grandes redes. Sem contar que, com o micro e pequeno varejista, você consegue negociar políticas mais flexíveis de troca e devolução – caso necessário – e encontrar produtos e presentes mais exclusivos”, explica.

Para os comerciantes, as maiores dificuldades da data se concentram em oferecer preços realmente bons aos clientes (60,9%) e atraí-los para as compras (58,8%), de maneira geral. Por outro lado, a expectativa em relação ao retorno financeiro para o e-commerce nas 24h de vendas é grande. 54,9% dos entrevistados esperam faturar até 5 mil reais na data, seguidos de 33,8% que estimam o ganho entre 5 e 30 mil reais. E não para por aí: cerca de 2,5% dos lojistas acreditam no faturamento acima de 300 mil reais.

Voltar para Notícias

parceiros