Notícias locais

25 de novembro de 2021

Consumidores estão cada vez mais conscientes do phygital


Por mais que as flexibilizações estejam facilitando as compras em lojas físicas, grande parte da população mundial segue preferindo as compras à distância pela sua praticidade. De acordo com a 14ª edição do Estudo Global do Consumidor da Zebra Technologies, os consumidores do mundo todo esperam que conceitos de omnicanalidade estejam cada vez mais fortalecidos. A pesquisa entrevistou 5.100 consumidores e varejistas, entre eles tomadores de decisão e trabalhadores da linha de frente, em 14 países, incluindo o Brasil.

Com forte tendência do phygital (integração do físico com o digital), 50% dos consumidores verificam os preços dos produtos na internet antes de sair de sair de casa, enquanto que 66% afirmam que é mais rápido buscar informações online sobre os produtos desejados dentro da própria loja do que esperar pela ajuda de um vendedor. O argumento é confirmado por 82% dos funcionários das lojas, que concordam que, sem a tecnologia adequada, sua resposta é mais lenta do que a de um celular pessoal.

“Isso pode levar a perdas nas vendas, já que o cliente pode estar comprando da concorrência pelo smartphone, caso não encontre o que procura ou receba um atendimento lento no ponto de venda”, reflete o vice-presidente e general manager da Zebra Technologies para o Brasil, Vanderlei Ferreira. “Mas o ponto principal é a imediatez, já que 60% dos consumidores disseram não se importar em adquirir um produto que não esteja disponível, desde que possam retirá-lo imediatamente em outro ponto próximo ou recebê-lo em casa em curto prazo”, completa.

Com as empresas implementando uma estratégia omnicanal cada vez mais forte, 60% dos do setor de varejo na América Latina concordam que aumentar a eficiência no processamento e na conformidade dos pedidos é uma prioridade atualmente. Para atender à demanda, quase 90% das empresas estão procurando maneiras de melhorar a coleta e a devolução de pedidos na loja, bem como o processo de entrega como um todo. Mais de 30% estão criando espaços dentro dos pontos de venda para receber devoluções, evitando que o cliente tenha que ir aos correios e que o processo se prolongue.

“O resultado da pesquisa mostram claramente que os consumidores esperam atendimento mais agilizado e disponibilidade de estoque tanto nas lojas físicas quanto no e-commerce, o que significa que os varejistas devem focar seus esforços nesses dois pilares, sempre se esforçando para que as operações online e offline sejam cada vez mais interligadas e inteligentes”, explica Ferreira.  “Nesse sentido, temos visto cada vez mais tomadores de decisão e funcionários da linha de frente reconhecendo os benefícios da transformação digital. Do grande ao pequeno varejo, não importa o tamanho, há opções que deixam todos os tipos de operações mais eficientes e clientes mais satisfeitos”, conclui.

Voltar para Notícias

parceiros